Blog / Notícias

5 impostos que sua empresa não pode deixar de recolher!

impostos que uma empresa deve pagar

Todos os empresários se mostram muito insatisfeitos com a alta carga de tributos que devem ser pagos mensalmente no Brasil. Para conseguir ter uma empresa de sucesso no País, é preciso ter uma boa gestão financeira e entender claramente os tipos de impostos que estão sendo pagos.

Os custos de um negócio são inevitáveis, por isso, é necessário preparar a empresa para que ela disponibilize recursos para que todos sejam quitados ao seu tempo. 

É preciso entender que existem consequências para as empresas que não cumprem a sua parte no pagamento de impostos, são eles: Aplicação de multas, falta de crédito em bancos, problemas judiciais junta a Receita Federal, Secretaria Municipal ou Secretaria Estadual e outros.

Vale lembrar que a empresa precisa ter uma boa assessoria contábil para garantir que possui um bom enquadramento fiscal para evitar pagar impostos desnecessários.

Confira os impostos que não podem deixar de serem pagos!

É responsabilidade de todas as empresas se manterem em dia com o fisco.  Os impostos podem variar de acordo com o ramo e enquadramento do negócio, por isso, é fundamental ficar atento.

Alguns desses impostos são essenciais, saiba quais são eles:

INSS – Previdência Social

O INSS deve ser pago em dia por todas as empresas que possuem funcionários registrados, pois é através dele que são pagos os auxílios doenças, salários família, aposentadorias, salário maternidade e pensão por morte.

O imposto foi criado em 1988 e desde então, a empresa deve pagar uma alíquota de 20% sobre o total de remunerações pagas mensalmente aos seus empregados ou pessoas físicas prestadores de serviço sem vínculos empregatícios.

Vale lembrar que nesse caso, a empresa deduz uma porcentagem da folha de pagamento do trabalhador que varia conforme salário ( de 8 a 11%).

O que devo saber antes de contratar um funcionário?

PIS /PASEP

O objetivo desse imposto é sustentar o fundo do Seguro Desemprego e também do abono anual. Nesse caso, a empresa paga essa contribuição integralmente, sem dedução do holerite do trabalhador.

Existem 3 formas de fazer a contribuição para o Programa de Integração Social e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público – PIS/PASEP. São elas:

  • Sobre a Importação
  • Diante do faturamento – 0,65 ou 1,65%;
  • Sobre a folha de pagamento – 1%

ICMS – Impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços

As empresas que vendem mercadorias devem pagar esse imposto, ele é recolhido todos os meses conforme o faturamento da empresa.

Cada estado tem uma alíquota diferente que varia de 7 a 18%. O ICMS é cobrado sobre mercadorias e também, em empresas que prestam serviços de telecomunicação e transporte.

COFINS – Contribuição para Financiamento da Seguridade Social

Esse é um dos impostos que devem ser pagos por todas as empresas brasileiras, exceto aquelas que possuem o enquadramento tributário ” Simples Nacional”.

Se trata de um tributo federal destinado para financiamento de programas de seguridade social e também, saúde pública.

A cobrança é realizada sobre o faturamento bruto do negócio e as alíquotas variam de 3 a 7,6%.

IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica

As empresas registradas no Brasil devem pagar esse imposto, exceto aquelas registradas pelo MEI. 

É importante enfatizar que não interessa a renda bruta e muito menos o tamanho da empresa, o tributo possui dois tipos de alíquotas, são elas:

  • 6% recolhido sobre o lucro acumulado inflacionário;
  • 15% recolhido sobre o lucro real;

A declaração pode ser feita a cada 3 meses ou 1 vez ao ano.

Por fim, existem muitos outros impostos que devem ser pagos pelas empresas,  entre eles: Os tributos municipais, estaduais e federais.

Por isso, é importante contar com uma assessoria contábil especializada para orientar de forma correta os gestores empresariais a fim de evitar quaisquer problemas com o fisco.

Se você tiver dúvidas, fale com o Senhor Contábil. Os especialistas podem ajudar!

Saiba como organizar o financeiro da sua empresa!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos que você também pode gostar: