Blog / Notícias

Arquitetos: Mantendo a produtividade ao longo de um projeto

O Brasil possui 0,55 arquiteto por cada grupo de mil habitantes, esses números são muito semelhantes aos Países desenvolvidos, segundo o IBGE.

Esses profissionais possuem uma rotina de trabalho bastante acelerada, entretanto, existem muitos recursos para maximizar a produtividade e consequentemente, minimizar os esforços desse profissional ao longo do dia.

Dessa forma, o principal objetivo é evitar distrações e encontrar formas para continuar atendendo os clientes, prestadores de serviços e até mesmo colaboradores sem interromper a conexão com o projeto e não atrapalhar todo o cronograma estipulado. De acordo com Fabio Luiz di Favari, especialista em  Consultoria da empresa Senhor Contábil, os arquitetos precisam trabalhar com agilidade e gerenciar de uma forma mais eficiente o seu fluxo de informações. Por isso, ele dá algumas dicas importantes, confira!

O planejamento do trabalho é essencial

Acima de tudo, é fundamental começar o dia sabendo tudo o que deve ser feito, por isso, esse planejamento é sempre realizado no dia anterior. Caso contrário, as distrações até se organizar vão consumir muito tempo.

Entretanto, os arquitetos precisam ser eficientes para conseguir elaborar projetos eficazes. Dentro desse contexto, não importa quantas horas por dia o profissional trabalhe, mas, sim a produtividade que se obteve.

Ainda assim, muitos profissionais trabalham 6 horas por dia e conseguem entregar melhores resultados do que aqueles que atuam 10 horas.

Portanto, aprender a mapear todas as etapas do trabalho e eliminar aquelas que atrapalham a eficiência faz toda a diferença. Nesse sentido, uma boa estratégia para se planejar, é usar mapas mentais, eles servem para organizar, memorizar e analisar uma tarefa em específico.

Uso de recursos tecnológicos

A princípio, os arquitetos precisam integrar no seu dia a dia algum software de gerenciamento de projetos. A tecnologia veio para somar ainda mais nesse setor e tem com principal vantagem a possibilidade de criação de listas de tarefas e checklist.

Para tanto, os profissionais precisam esboçar todos os processos, desse modo, a ferramenta ajuda a lembrar cada etapa que precisa ser feita.

De acordo com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, cerca de 86% dos arquitetos formados dominam softwares que melhoram o seu desempenho profissional.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •