Blog / Notícias

Como calcular a rescisão trabalhista de um funcionário

Quando o funcionário é demitido ou pede as contas a empresa deve calcular a rescisão trabalhista. É de extrema importância que sejam analisados todos os pontos para evitar erros e garantir que os direitos de ambas as partes sejam assegurados.

É justamente devido a complexidade do processo que geralmente as empresas contam com uma assessoria contábil especializada para realizar os cálculos da rescisão trabalhista, essa medida evita irregularidades que podem ocasionar em punições e multas.

O SENHOR CONTÁBIL aponta os passos de como calcular a rescisão trabalhista de um funcionário de forma correta. Confira!

 

Como calcular a rescisão trabalhista de um funcionário – Passo a Passo

O administrador deve avaliar tudo o que envolve o desligamento do funcionário, por isso, a primeira coisa a ser feita é saber o motivo da dispensa, ela pode ser por término da experiência, justa causa, rescisão de contrato por iniciativa do funcionário ou da empresa. À partir disso, é dado o início do processo:

 

1º Passo –  Aviso prévio

Nesse campo se enquadram os funcionários que não foram demitidos por justa causa. O aviso prévio pode ser trabalhado ou indenizado, dependendo do acordo entre as partes.

No caso no aviso prévio trabalhado, o trabalhador deve cumprir suas obrigações na empresa durante 30 dias e vai receber seu salário normalmente, isso serve para que a companhia tenha um tempo hábil para contratar outro profissional para substituí-lo.

Se o funcionário pediu demissão ele deve cumprir o aviso prévio, mas a empresa pode abrir mão desse direito havendo indenização financeira da parte do funcionário. Caso a empresa tenha demitido o funcionário ela deve pagar o aviso prévio mesmo se optar pelo desligamento imediato da prestação de serviços, esse procedimento é chamado de aviso prévio indenizado.

 

2º Passo – Saldo salarial

Feito o aviso prévio, a empresa deve avaliar os dias e horas trabalhados no mês da rescisão trabalhista. Para pagar de forma correta o salário proporcional do funcionário deve ser calculado o salário e descontar INSS e IRFF e dividir por 30 dias. O resultado é multiplicado pelos dias trabalhados.

No caso do 13º salário, deve ser descontado o INSS e o IRFF, o salário deve ser dividido por 12 meses, depois multiplicado pelo número de meses trabalhados durante o ano.

 

3º Passo – Férias

As férias podem ser vencidas, fatiadas ou proporcionais. O cálculo deve ser feito de forma diferente para cada uma dessas situações.

Férias vencidas: O recebimento é integral, em casos onde a demissão não foi por justa causa o valor é acrescido de 1/3.

Férias fatiadas: Caso o funcionário já tenha tirado uns dias de férias, o valor das férias deve ser dividido por 30 e depois multiplicado pelo número de meses trabalhados, em caso de demissão sem justa causa, basta acrescer 1/3.

Férias proporcionais: Divida o valor referente as férias por 12 meses e multiplique pelo meses trabalhados, aqui podem ser inclusos o aviso prévio, se existir, depois deve ser incluído o 1/3 se a demissão não foi por justa causa.

 

4º Passo – Cálculo do FGTS

Quando um funcionário pede a rescisão trabalhista a empresa deve depositar em sua conta do FGTS o valor de 8% sobre o saldo salarial, 13º e o aviso prévio trabalhado ou indenizado.

No caso de ser demitido pela empresa, o funcionário deve receber uma multa de 40% do saldo da sua conta do FGTS, mas isso, só em caso de demissão sem justa causa, pois o trabalhador perde o direito de receber esse valor referente ao último mês trabalhado.

Vale lembrar que se a empresa optar pelo desligamento do funcionário ela deve pagar 50% de multa sobre o saldo do FGTS do funcionário, sendo que 40% vai para o trabalhador e 10% para o governo.

Para calcular a rescisão trabalhista de um funcionário de forma correta é importante contar com uma assessoria contábil especializada e confiável. Erros podem ocasionar em problemas para a empresa.

O SENHOR CONTÁBIL escritório de contabilidade online possui um staff preparado para assessorar o seu negócio em diversos campos burocráticos. A empresa trabalha com uma plataforma moderna, online e com atendimento rápido. Confira!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos que você também pode gostar:


Comments are closed.