Blog / Notícias

Corretor de seguros PJ paga menos impostos? Saiba como

O corretor de seguros PJ paga menos impostos, isso não é uma lenda. Os profissionais que abrem empresa para atuar nessa área conseguem uma economia de até 50% nos impostos e uma comissão melhor que pode chegar a ser 20% maior do que um autônomo.

Estudar e correr atrás de uma carreira bem sucedida é uma atitude que exige conhecimento. Afinal, a caminhada é longa e pode ser bem difícil. Todavia, quando se tem informação sobre a área, é possível conseguir atingir o sucesso mais rapidamente.

Por que um corretor de seguros PJ paga menos impostos?

A profissão de corretor de seguros é enquadrada no SIMPLES NACIONAL, dessa forma, permite muitos benefícios ao profissional que deseja abrir o seu próprio negócio e atuar como PJ ( Pessoa Jurídica).

A carga tributária mais baixa é uma dessas vantagens, um corretor de seguros PJ paga menos impostos, essa diferença pode chegar a ser de 4 vezes menor com relação a um profissional PF ( Pessoa Física).

Entenda o porquê!

Quanto um corretor de seguros Pessoa Física paga de impostos?

Muitos profissionais acreditam que atuar como PF pode ser melhor do que abrir uma empresa, afinal, entende-se que toda a burocracia pode ser cansativa e cara.

No entanto, isso pode ser uma ledo engano, pois os profissionais autônomos precisam emitir a RPA e recolher os impostos que representam aproximadamente 30 a 40% sobre os seus rendimentos ( estimativa). Entre eles:

  • 27,5% de imposto de renda ( ganhos acima de 4664,68);
  • 2 a 5% de ISS ( taxa varia conforme o município);
  • 11% de INSS;
  • Taxas sindicais;

Quais são os impostos de um corretor de seguros Pessoa Jurídica?

Quando o profissional resolve abrir uma empresa a cobrança de impostos muda bastante.

Vale lembrar que nenhum corretor pode ser MEI, portanto, é importante buscar ajuda de um contador para realmente regularizar a empresa. A Contabilidade Online pode ser uma grande aliada, pois as tarifas são menores.

O corretor de seguros PJ paga menos impostos, à partir do momento que eles tem um CNPJ, eles devem recolher as seguintes porcentagens:

  • 6% sobre a comissão para ganhos até 15 mil reais. Caso o rendimento for maior, então, é necessário seguir a tabela vigente;
  • 0 a 2% de ISS ( conforme norma de cada município);
  • 11% de INSS;

Diante dessa comparação, já é possível perceber que o corretor de seguros PJ paga menos impostos.

Além disso, é importante frisar que as empresas possuem vantagens competitivas muito melhores do que uma profissional PF. Entre elas:

  • Taxas e linhas de créditos especiais nas Instituições Bancárias;
  • Possibilidade de afiliar a uma entidade de classe e ficar sempre por dentro de cursos e novidades da área;
  • Criação de uma marca;
  • Melhores chances de conseguir parcerias de negócios;
  • Comissionamento diferenciado;

Como abrir uma empresa de corretagem rápido e sem gastar muito?

Os profissionais que acabaram de se formar e que pretendem atuar como corretor de seguros podem abrir o seu próprio negócio de maneira rápida e fácil. Não é necessário gastar muito dinheiro em burocracias como antigamente.

Agora, é perfeitamente possível “ABRIR A SUA EMPRESA GRÁTIS“.

O Senhor Contábil é uma plataforma de Contabilidade Online, onde profissionais como corretores de seguros podem abrir o negócio onde os únicos custos para começar serão das taxas cobradas pelo Governo ( municipais, estaduais e federais).

As mensalidades destinadas ao contador também são econômicas e o profissional poderá fazer a gestão da sua empresa de qualquer lugar, basta ter acesso a internet.

A Contabilidade Online veio para revolucionar o mercado corporativo. Dessa forma, todos terão a possibilidade de iniciar seus projetos sem a preocupação de um alto investimento em documentação.

Essa modalidade também é indicada para corretores de seguros que já possuem uma empresa, mas querem economizar nesse departamento. Entenda como fazer a migração de contador aqui.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos que você também pode gostar: