Necessidade de Capital de Giro: Entenda como ela influencia seu negócio

Move euro exchange rate, 3d render

Para começar um negócio com pé direito e ser bem sucedido, é preciso de capital de giro, pois é o fator que possibilita que todas as atividades permaneçam por mais tempo. O fato é que de nada adianta fazer um cálculo da necessidade de capital de giro, sem antes saber tudo o que a empresa realmente precisa.

O capital de giro é caracterizado pelos recursos que uma empresa necessita para conseguir bancar o ciclo operacional de suas atividades, em suma, é o dinheiro que faz o negócio continuar funcionando.

Embora a maioria dos empresários saibam o que é capital de giro, poucos tem um indicador de quanto precisam para garantir que as operações do negócio sigam em frente. É justamente isso que o indicador ” necessidade de capital de giro” revela, todavia, é fundamental ficar de olho na gestão financeira para evitar o fantasma do fechamento.

O que é a necessidade de capital de giro?

Na verdade, a necessidade de capital de giro é apenas um indicador que mostra quanto você precisa para ficar em dia com os custos da empresa, são eles:

  • Contas de luz, água, internet, aluguel;
  • Pagamento dos funcionários;
  • Compras de insumos;
  • Pagamento de fornecedores;
  • Impostos e outras despesas relativas ao negócio;

Todos os meses essas contas recaem sobre o empresário, por isso, ele precisa ter um controle financeiro efetivo para evitar o endividamento.

A necessidade de capital de giro mostra a relação da empresa com o ciclo de caixa, que segundo os especialistas, deve ser curto, ou seja, quanto mais cedo receber e mais tarde pagar, menor será a necessidade de capital de giro.

O melhor caminho é evitar grande estoques e operações que necessitem de capital para financiar a atividade. Desse modo, não é necessário recorrer a empréstimos e outras formas para conseguir recursos para manter o negócio no meio tempo entre os recebimentos e pagamentos.

Em alguns casos, as empresas preferem fechar as portas, pois empréstimos com altos juros inviabilizam a continuidade das operações.

Como calcular a necessidade de capital de giro?

O cálculo da necessidade de capital de giro é feito através de uma continha simples de matemática, é chamado de NCG que pode mostrar um indicativo positivo ou negativo.

É essencial que o empresário tenha em mente o ” quanto de dinheiro” ele possui para continuar as atividades. Existem duas formas em que a necessidade de capital de giro pode ser calculada, confira:

1- Contas à pagar + Valores em estoque – contas à pagar

Acima, mostramos um cálculo simples, que vai indicar se a empresa possui recursos o suficiente para se sustentar. Os valores em caixa, devem ser superiores às contas à pagar.

2- Ativo circulante operacional – passivo circulante operacional

Já no segundo cálculo, é necessário avaliar os grupos de ativos e passivos no balanço patrimonial. Em resumo, subtrai o ativo circulante que são as contas a receber  e o estoque pelo passivo circulante que são as contas à pagar.

Algumas empresas trabalham com recebimentos e pagamentos à médio prazo, nesse caso, é preciso fazer outro cálculo.

NCG –  Prazos de recebimento a médio prazo –  Prazos de pagamento à médio prazo

Obviamente que não adianta fazer um cálculo da necessidade de capital de giro de qualquer jeito, antes de começar, é ideal puxar todos os números da empresa de uma forma atenciosa.

É essencial saber tudo o que você tem a receber ( a curto e longo prazo) e também as despesas, caso contrário, o resultado do cálculo da necessidade de capital de giro pode ser inconsistente com a realidade da empresa.

O escritório Senhor Contábil pode ajudar você a fazer um levantamento dos números e realizar o cálculo da Necessidade de Capital de Giro, além de oferecer assessoria completa para o seu negócio. Entre em contato e saiba mais!

Comments are closed.