Blog / Notícias

Saiba o que é matriz SWOT e como usá-la na sua empresa

A matriz SWOT é uma ferramenta destinada às empresas para ajudar no planejamento estratégico e facilitar a tomada de decisões dos gestores.

Tanto pequenas como grandes empresas podem usufruir dos benefícios da análise SWOT, afinal, ela permite a avaliação de políticas internas do negócio e a exploração de novas ideias.

O seu principal objetivo é avaliar as oportunidades, forças, fraquezas e ameaças do negócio. Entenda mais sobre isso!

Para que serve a matriz SWOT?

O termo SWOT vem do Inglês ( Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats), em português seria FOFA ( Forças, Oportunidades e Ameaças).

Através dessa ferramenta, as empresas buscam melhorar o seu rendimento, lucratividade e reduzir os erros durante os processos. Para os gestores, é um meio de conhecer os pontos fracos e fortes de um negócio e eliminar os obstáculos que possam barrar o sucesso das operações.

Entendendo claramente todos esses aspectos sobre a empresa, fica mais fácil elaborar estratégias de melhoria. Veja com detalhes cada um desses quadrantes da matriz SWOT:

Strenghts – Forças

Nessa quadrante são especificados quais são os fatores internos da empresas que garantem a sua vantagem competitiva com relação a concorrência. 

O que a empresa tem de diferencial?

Esse fator pode ser: Um produto ou serviço exclusivo, atendimento rápido e muito elogiado, uma patente de um produto único, logística eficiente e outros.

Entenda que a força da empresa é aquela que traz uma vantagem diante do mercado, é fundamental não confundir com a necessidade como por exemplo: ter qualidade nos processos.

Weaknesses – Fraquezas

Ainda falando de questões internas da empresa, essa matriz SWOT avalia justamente as práticas falhas com relação aos procedimentos e relacionamentos que podem ser melhoradas.

Não é nada fácil fazer essa auto análise e admitir que a empresa comete erros em diversas etapas. Entretanto, é justamente nesse momento que é necessário encarar os problemas de frente e fornecer o máximo de informações reais para o processo de avaliação.

Através disso, fica mais fácil encontrar a solução certa para melhorar o desempenho do negócio.

Opportunities – Oportunidades

Empresas que qualquer segmento sempre devem estar de olho nas oportunidades do mercado para não ficarem obsoletas.

O foco deste quadrante da matriz SWOT é fazer os gestores pensar e trazer soluções de melhoria, expansão, novas tecnologias ou qualquer outro mecanismo que seja muito positivo para o negócio.

Essa é uma atitude que permite à empresa ficar sempre atenta às possibilidades de aumentar a sua competitividade.

Threats – Ameaças

Nessa etapa, a empresa analisa tudo o que prejudica o negócio. Identificar as ameaças é fundamental para prevenir grandes problemas, ademais, fica mais fácil desenvolver ações para reduzir os impactos sobre o negócio.

Essas ameaças podem ser: Falta de mão de obra qualificada, ausência de uma gestão administrativa eficiente, escassez de equipamentos, problemas na logística, falta de fluxo de caixa, dívidas, etc.

Quando esses fatores são identificados com antecedência, os gestores têm a oportunidade de desenvolver ações para neutralizar e reduzir os danos dos impactos dessas ameaças. As empresas não podem ser pegas de surpresas, pois isso pode ser determinante na sua ruína.

Como usar a matriz SWOT na empresa?

O procedimento é relativamente simples, basta seguir o passo a passo:

1- Faça o quadrante da sua empresa

Em uma reunião com os líderes, determine quais são: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças.

Exemplo:

– Forças:  Qual é o ponto forte do seu negócio que o destaca no mercado? Pode ser um produto diferente que ninguém mais possui, um apelo de marketing, entrega rápida, etc.

– Fraquezas: O que a concorrência tem de melhor que a sua empresa? Estão mais empenhados nas redes sociais, têm um sistema de atendimento mais eficiente, etc.

– Oportunidades: Quais acontecimentos podem impactar positivamente o seu negócio? Um feriado próximo? Período de férias? ou alguma tendência nova no mercado?

– Ameaças: Coisas que a concorrência faz que podem impactar negativamente minha empresa? Promoções com preços muito baixos? Lançamento de uma novidade no mercado?

Esses são apenas exemplos que podem impactar positivamente ou negativamente o seu negócio. Mas é importante lembrar que não é somente a concorrência que deve ser analisada na matriz SWOT, mas também, o comportamento do consumidor, as decisões governamentais , economia do país, entre outros fatores.

2- Crie uma lista de ideias com a equipe

Todos os setores devem ser envolvidos nessa missão. O objetivo é criar uma lista sobre a situação da empresa, cada profissional leva suas sugestões para serem compartilhadas durante a reunião.

Mediante a isso, o grupo deve identificar quais são as prioridades e determiná-las como uma estratégia empresarial e coletiva.

3- Coloque um plano de ação em prática

De nada adianta mapear a matriz SWOT ( forças, fraquezas, oportunidades e ameaças) sem tomar uma atitude.

É fundamental que a empresa perceba quais são suas forças e as intensifique, acabe com as ameaças, aproveite bem as oportunidades e saiba combater as ameaças.

Tudo isso será possível através da elaboração de um plano de ação organizado e levado a sério. Dessa forma, a empresa vai conseguir potencializar ainda mais os seus resultados.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos que você também pode gostar: