Simples Nacional: Compensa entrar nesse regime tributário?

Muitos empresários tem dúvida se o Simples Nacional compensa ou não para  a empresa. O fato é que esse regime tributário facilitou a vida dos micro e pequenos empreendedores, mas, será que ele funciona para todos tipos de segmentos?

Empresas que faturam o total de 4,8 milhões de reais durante o ano podem fazer parte desse regime de tributação. O diferencial do Simples Nacional é que todos os impostos são cobrados em um guia único ( DAS), desse modo, simplifica a gestão financeira da empresa, além disso, o programa possui alíquotas diferenciadas de acordo com o ramo de atividade e faixa de faturamento.

 

Como entrar no Simples Nacional?

Não é qualquer empresa que pode fazer parte do Simples Nacional, é preciso adequar o negócio dentro das normas previstas no regime de tributação. Confira o que deve ser feito:

Adequar o CNAE ( Classificação Nacional de Atividades Econômicas) dentro dos 5 anexos do Simples Nacional. Com a ajuda de uma assessoria contábil é possível definir a CNAE primária e depois a secundária que indicam quais são as atividades prestadas pela sua empresa.

Cada CNAE possui um tipo de alíquota, portanto, é bom estar preparado porque todos os meses a alíquota do imposto cobrado pode ser diferente. Em razão disso, algumas atividades podem não valer a pena, por isso, a ajuda de um profissional de contabilidade é essencial para definir o melhor regime de tributação para o seu negócio.

 

O Simples Nacional compensa? Quais as vantagens?

Uma das vantagens do Simples Nacional é que ele não é um regime obrigatório para as empresas, é facultativo, ou seja, o empreendedor adere se quiser.

O Simples Nacional compensa para as empresas que eram MEI e precisam crescer formalmente. Portanto, se o microempreendedor estiver faturando acima de 81 mil por ano, esse regime de tributação pode ser uma excelente opção.

Além disso, a arrecadação de diversos impostos é feito em uma única guia com alíquota única, o que pode gerar para muitas empresas, uma redução de até 40% nos impostos.

Optantes do Simples Nacional também não precisam fazer cadastros estaduais e municipais, é uma forma mais simplificada de atuar na legalidade.

Por fim, as vantagens do Simples Nacional também se ampliam na redução dos custos trabalhistas, pois há uma contribuição obrigatória de 20% no INSS Patronal na folha de pagamento.

Todavia, não existe uma regra pronta que define se o Simples Nacional compensa ou não, a melhor opção é contratar uma assessoria contábil para ter um olhar mais estratégico no enquadramento tributário da sua empresa.

O Senhor Contábil pode ajudar a avaliar o seu ramo de atividade, pois para empresas que compram insumos para usar em processos de fabricação ou aquelas que revendem produtos, o Simples Nacional pode não ser uma das melhores opções.

Não se pode esquecer que o recolhimento do Simples Nacional é feito em cima do faturamento, ou seja, do valor bruto e não do lucro, caso sua empresa esteja no vermelho, a carga tributária será a mesma. Fale agora com os consultores da Senhor Contábil e entenda mais à respeito.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

FAÇA PARTE DO CLUBE DO SENHOR CONTÁBIL

RECEBA NOSSAS DICAS E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ENVOLVE SUA EMPRESA!

Comments are closed.