Blog / Notícias

Vendendo SEM Nota Fiscal? Descubra porque não fazer isso!

Me diz uma coisa, você está vendendo sem nota fiscal?

Você sabia que pode ter sérios problemas por causa disso?

Muitos empreendedores brasileiros acabam trabalhando dessa forma porque acreditam que a alta tributação vai atrapalhar os seus negócios. Contudo, se tudo for feito de uma maneira inteligente, é muito pelo contrário.

Isso mesmo, a formalização de uma empresa pode ajudar a aumentar os lucros e fazer com que o negócio cresça.

A verdade é que os empreendedores que estão vendendo sem nota fiscal não conhecem todos os riscos dessa atitude e talvez, não tem muita informação dos benefícios de oferecer esse documento fiscal para seus clientes.

Por isso, nós do Senhor Contábil resolvemos explicar tudo sobre esse assunto e mostrar para quem está vendendo sem nota fiscal que esse não é um bom negócio.

Riscos para quem está vendendo sem nota fiscal

O número de pessoas que começam um negócio próprio na informalidade ainda é grande no Brasil. Apesar do programa MEI ( Microempreendedor Individual) ser uma aposta do governo para reduzir essa ação, ainda existem aqueles que efetuam vendas sem nota fiscal e ignoram outras obrigatoriedades.

É aceitável que os empreendedores de primeira viagem tenham muitas preocupações com respeito à burocracia para se formalizar. É justamente por isso que é indicado buscar ajuda de uma contabilidade nessa hora.

Os contadores mostram o caminho que deve ser seguido para começar uma empresa do zero de maneira legalizada.

Se você ainda não está convencido disso, dá uma olhada nos riscos que vender sem nota pode representar para o seu bolso:

#Vender sem nota fiscal é crime

Sim, se você está vendendo sem nota fiscal está cometendo um crime, pois esse documento é uma forma de mostrar com transparência aos órgãos competentes tudo o que está sendo vendido e comprado para fins de apuração de impostos.

Não ficar em dia com a fiscalização pode trazer uma série de dores de cabeça para o empresário. Pois a lei 8.137/90 diz o seguinte:

” Negar ou deixar de fornecer, quando obrigatório a nota fiscal relativa a venda de mercadoria ou prestação de serviço realizada é crime”.

No entanto, não é só deixar de fornecer a nota fiscal, mas também, fazer ela em desacordo com a legislação também é considerado crime.

Via de regra, todos os empreendedores devem fornecer a nota fiscal, com exceção do Microempreendedor Individual ( MEI) que possui normas específicas.

#Mercadorias podem ser apreendidas

Em uma fiscalização no estabelecimento, se o órgão competente perceber que as mercadorias não têm nota fiscal de entrada ou a empresa está vendendo sem nota fiscal é feita a apreensão na mesma hora.

Ou seja, o empreendedor perde a mercadoria, sem direito a resgate.

Portanto, o prejuízo pode ser grande. Fique atento!

#Pagamento de multas onerosas

Acima você viu que a mercadoria sem nota fiscal pode ser apreendida, mas os riscos não param por aí, pois ainda pode haver multas.

As multas para quem está vendendo sem nota fiscal varia de 10% a 100% do total dos documentos que não foram emitidos conforme levantamento do órgão competente.

Isso pode inviabilizar a continuação do negócio, especialmente em se tratando de micro e pequena empresa.

#Processo criminal e até mesmo prisão em alguns casos

Em algumas situações, dependendo do tamanho do problema algumas empresas acabam respondendo judicialmente pela sonegação de impostos.

O julgamento pode acontecer e a pena considerada é de até 5 anos de reclusão.

Embora seja raro casos de prisão, o empreendedor que vende sem nota fiscal precisa estar preparado para resolver situações bastante estressantes.

#Perda de credibilidade no mercado 

Não é nada fácil atuar em um mercado cada vez mais competitivo, onde conquistar clientes exige muita criatividade e confiabilidade.

Os consumidores estão mais espertos e experientes na hora de comprar, por isso, aqueles que estão vendendo sem nota fiscal ficam um passo atrás nessa competição.

A nota fiscal é um instrumento valioso nos negócios, ela confere mais segurança aos compradores, pois é usado como comprovante em caso de troca ou devolução.

Ou seja, é uma garantia nas mãos dos compradores.

Por isso, os empreendedores que estão vendendo sem nota fiscal correm o risco de perder clientes e uma melhor posição no mercado. 

O que fazer quando o fornecedor não emite nota fiscal?

Vender sem nota fiscal é crime, mas comprar sem esse documento também é errado, especialmente quando se trata de uma empresa.

Uma empresa pode vender produtos com nota fiscal, quando ela compra com nota fiscal. 

Portanto, os empreendedores que compram sem nota fiscal estão correndo os mesmos riscos descritos acima.

É importante ter fornecedores que trabalhem na mesma sintonia que a empresa, caso contrário, o controle de estoque ficará bagunçado e a conta não vai fechar no balanço contábil.

São erros como esse que despertam a atenção dos órgãos fiscalizadores.

Portanto, é fundamental ter fornecedores confiáveis para impedir que qualquer problema com eles reflitam no seu negócio.

Tem como saber se uma empresa está vendendo sem nota fiscal?

Você deve estar pensando assim: Mas, tem tantas empresas que vendem sem nota fiscal e nunca aconteceu nada.

Aí eu te pergunto, você vai arriscar?

Antigamente, era mais difícil as empresas serem surpreendidas pelo fisco, no entanto, hoje em dia é mais fácil do que parece.

Sabe por que?

Porque a tecnologia está muito avançada e os meios de pagamento cada vez mais integrados à Receita Federal.

Portanto, cada vez que uma empresa recebe uma venda através do PIX ou cartão de crédito essa transação é registrada. No final do ano fiscal da Instituição bancária e da Administração do cartão eles fazem um relatório que é enviado à Receita Federal.

Ou seja, se os dados forem cruzados, vai haver uma discrepância de valores e  sua empresa pode cair na malha fina.

Perceba que está mais complicado para quem está vendendo sem nota fiscal. É um risco alto que a empresa está correndo, pois transações em dinheiro vivo são raras.

 E com relação à pessoa física vendendo sem nota fiscal?

O Governo Federal criou o MEI ( Microempreendedor Individual) justamente para eliminar a informalidade. Dessa forma, os autônomos podem trabalhar dentro da lei abrindo um CNPJ pela internet pagando uma taxa mínima mensal.

Como MEI, o empreendedor pode faturar até R$81 mil reais por ano, passando disso, ele deve procurar uma contabilidade para fazer a migração como o Senhor Contábil especialista em pequenas empresas.

Com o advento da internet, muitas pessoas físicas estão vendendo alguma coisa sem nota em sites, marketplaces e redes sociais.

No entanto, preste atenção nessa notícia!

” Produtos vendidos sem nota fiscal estão na mira do fisco”

Já existem tecnologias de inteligência artificial utilizadas pelo fisco para detectar vendas sem nota fiscal tanto de pessoas físicas como jurídicas. Portanto, se você não é uma empresa e faz vendas com regularidade na internet sem emitir o documento, pode ter problemas, caso não faça a regulamentação.

Além disso, tem a questão do imposto de renda pessoa física que precisa ser analisado.

Isso significa que existem muitas maneiras de ter problemas com o fisco. Será que vale o risco de não regularizar a situação?

Como emitir a nota fiscal?

 Para conseguir emitir a nota fiscal o primeiro passo é abrir uma empresa e obter o CNPJ e as devidas licenças necessárias para operar dentro da legalidade.

A contabilidade pode ajudar o empreendedor em todos os processos, afinal de contas, eles sabem lidar com a burocracia.

Mas, não é só isso!

Depois de abrir a empresa, o contador vai analisar qual é o tipo de nota fiscal que o seu negócio deverá emitir, pois existem as seguintes:

– NF-e – Nota Fiscal Eletrônica – Versão digital da nota fiscal tradicional. Nesse caso, o empreendedor responsável pela empresa deve fazer um certificado digital para conseguir validar o documento e fazer o envio para a Secretaria da Fazenda.

– NFC-e – Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor – É o famoso cupom fiscal utilizado em lojas de vendas no varejo, supermercados e etc.

A escolha do tipo da nota fiscal vai depender de inúmeros fatores, por isso que a contratação de um contador é inevitável.

O profissional fará a orientação do tipo de nota fiscal e de como fazer o certificado digital ou a integração do sistema para o cupom fiscal.

Você quer uma dica para contratar um contador experiente e com mensalidades baratas à partir de R$68,00?

É simples, a contabilidade online é a melhor opção para micro e pequenas empresas. Pois ajuda em toda a burocracia e pode ser administrada pela internet.

No Senhor Contábil são contadores de verdade do outro lado da tela e que vão te ajudar a abrir uma empresa e atender toda a demanda fiscal e tributária para seu negócio não precisar vender sem nota fiscal.

E a boa notícia é que no Senhor Contábil, abrir uma empresa NÃO CUSTA NADA!

Fale agora com os consultores e veja as promoções:

  1. Abertura de empresa 100% gratuita
  2. Sem burocracia
  3. Taxa Zero para os estados de SP, MG, PR, RS, SC e MT.
  4. Livre de custos desnecessários
  5. Plataforma Web interativa
  6. Atendimento via WhatsApp
  7. O processo ocorre 100% Online

Clique aqui e saiba mais!

Veja como abrir uma loja virtual do zero:

Prestador de serviço precisa ter CNPJ?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos que você também pode gostar: